Vishows

Para quem gosta de ver e ouvir ao vivo – Blog & Podcast

Podcast Emissão 13 – “Supergroups”

Esse Emissão 13 – Programa Supergroups, é dedicado somente a bandas com formações clássicas e que marcaram e marcam presença no panorama musical

Tudo começa com PIL (Public Image) e a sonzeira de Bags – do clássico disco ALBUM.

Banda do Ex.Johnny Rotten – John Lydon, no seu disco mais poderoso o grande Álbum,em companhia de figuras como Steve Vai nas guitarras, Ginger Baker na bateria, Bernard Fowler nos backing vocals e Ryuichi Sakamoto – nos teclados, tudo com a produção de Bill Laswell.

O primeiro bloco chega com Dead Weather e  “Are Friends Electric” um cover de Gary Numan.

Com o incansável Jack White – na bateria, guitarra e vocais com a vocal do The Kills – Alison Mosshart e companheiros do Raconteurs (Dean Fertita – guitar, organ, electric piano, synthesizer e Jack Lawrence – bass, drums). É um exemplar de supergrupo Indie Rock.

Seguido do grunge do Mad Season e “I dont know anything” – No auge do grunge, deu pra sentir o impacto do Mad Season com Barrett Martin – bateria (Ex.Screaming Trees), Mike McCready – guitarras (Pearl Jam), John Baker Saunders – baixo e o mítico Layne Staleynos vocais (Ex.Alice in Chains – 1994–1997).

Fecha o bloco Audioslave com a pesada “Your time has come”.

Com o fim do Rage Against the Machine, o núcleo musical da banda (Tom Morello , Tim Commerford e Brad Wilk) se juntou ao Ex.Soundgarden (Chris Cornell), fazendo do Audioslave um supermega grupo, que como se previa durou pouco.

O segundo bloco começa nos anos 70 com Billy Bond y la pesada Del Rock .

Ícone do rock argentino, o cara nascido na Itália teve carreira no Brasil tocando com o Joelho de Porco no fim dos anos 70, após ter montado na Argentina o incrível combo La Pesada Del Rock, que com formação anárquica teve diversos músicos em sua formação. Comparece no Vishows com sonzeira de 1972 – “La maldita máquina de matar”. Atualmente residindo no Brasil, é produtor teatral de sucesso com montagens como A bela e a fera.

Membros das principais formações : Billy Bond (Voz),Kubero Díaz (guitarra),Alejandro Medina (baixo),Javier Martínez (batería), Jorge Pinchevsky (violín), Pappo (guitarra), David Lebón, Javier Martínez e Luis Alberto Spinetta.

Seguimos com CSNY, os caras já eram grandes quando se juntaram como Crosby, Stills, Nash and Young no final dos anos 60, e foram artífices do movimento hippie e da contra-cultura, a letra da canção “Almost cut my hair” é emblemática para a época.

Inicialmente como trio (sem Young), se formaram à partir das bandas The Byrds, The Hollies e Buffalo Springfield.

A longa carreira dos caras sempre se cruzam com os projetos pessoais dos 4 componentes, mas continuam por aí, e incomodando como sempre os políticos como se viu na última campanha presidencial americana, onde atormentaram os republicanos como sempre. CSN&Y são David Crosby , Stephen Stills, Graham Nash e Neil Young.

Fecha o bloco o super Blind Faith e “Can´t find my way home”. Com a desintegração do Cream (Que foi um dos primeiros supergrupos), surgiu outra mega formação, o Blind Faith, juntando Eric Claptonguitarra, vocals e Ginger Bakerbateria com o grande Steve Winwoodorgão e vocals.

Com um só disco de estúdio, a banda não suportou muito como projeto, mas deixou um disco sensacional e clássicos eternos.

O último bloco começa com Traveling Wilburys, supergrupo dos anos 80, simplesmente com George Harrison, Jeff Lynne (Ex.ELO), Bob Dylan, Tom Petty e o mestre Roy Orbison – mandando ver com “End of the line”

Indo para o Brasil do final dos anos 60 o grande Gilberto Gil e Os Mutantes , juntos com “Domingo no Parque”.

No tropicalismo, o grande Gilberto Gil, se uniu aos Mutantes com Rita Lee, Sérgio Dias Baptista e Arnaldo Dias Baptista, juntos se apresentaram e se consagraram com essa música incrível juntando Beatles fase psicodélica com o ritmo do nordeste brasileiro.

O programa se encerra com – Red Hot Chili Peppers e do clássico One Hot Minute “Walkabout”.

Na Califórnia houve época, onde RHCP e Janes Addiction, brigavam para ver qual a banda era mais freak e autêntica. Em cada momento uma das formações se mostrava mais perto de estourar, e essa competição acabou ajudando na consolidação dos grupos e dos seus estilos. Após o fim do Janes e tragédias pessoais do Red Hot, o que muitos sonhavam rolou, e Dave Navarro se integrou aos Peppers, trazendo seu peso e androgenia para os caras.

Durou pouco mas criou o grande álbum One Hot Minute. A convivência manteve as bandas próximas, e em algumas re-encarnações do Janes Addiction a mesma contou com o auxílio luxuoso do Pepper Flea.

Red Hot Chili Peppers – formação do disco One Hot Minute, Anthony Kiedisvocal, Fleabaixo, Dave Navarroguitarra e backup vocal e Chad Smithbateria e percussão.

CURTE O SOM GALERA !!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: