Vishows

Para quem gosta de ver e ouvir ao vivo – Blog & Podcast

Você vai ao Lollapalooza? Sim, vou ver Foo Fighters!

Por Joana Cabrera*

E depois da maratona no site, consegui comprar o ingresso do Festival Lollapalooza. Não sei se só eu tenho essa “neura” de ver os ingressos acabarem, então mesmo não fazendo questão do segundo dia, comprei na pré-venda. Imaginava todos os órfãos de Nirvana querendo ir ver o Dave, por isso corri! E lá se foi uns bons 4 meses de espera! Faltando um mês, ou menos para o show no Brasil surge a notícia do cancelamento de shows do FF na Ásia à pedido dos médicos do Dave para que ele poupasse sua voz, isso me deixou com um friozinho na barriga! Mas vamos manter a calma, nada a respeito da América do Sul. Ufa!

E lá vamos nós, nem dei uma olhadinha no resto do evento, cheguei e fui direto para a frente do palco Cidade Jardim, a qual já estava tomada por volta das 14 horas. Vi o Rappa e Tv on the Radio (silêncio). Desculpem-me os fãs, mas quem é Tv on the radio!? Se os fãs existem, eles não gostam de FF! Não vi ninguém cantando, nem ao menos se mexendo ao som da banda. As pessoas bocejavam! Só ajudou o tempo a passar mais rápido…e enfim 20:30!

O Foo Fighters entra pontualmente às 20:30 e abre o show com “All my life”, como já era esperado. E como esperávamos!

Não sei dizer em qual momento cantamos mais, não dava tempo de ficar em silêncio! Eles emendavam uma música na outra, parando às vezes para alguma brincadeira do Dave. Tocaram “Times Like These” e “Rope”, música que eu jurava que não tinha cara de show, pois a acho muito calminha e eles mandaram logo na terceira! Tocaram “The Pretender”, “My Hero” e o clássico “Learn to Fly”. E quando a guitarra de “White Limo” começou todo mundo veio a loucura! Essa é a música mais pesada do CD mais recente da banda chamado “Wasting Light”. No total o álbum lançado em 2011 teve 5 de suas músicas contempladas no show que continuou, e como se minha rouquidão já não estivesse voltando depois de “White Limo”, tocaram “Arlandria”… e a pergunta que não quer calar, quem será “Arlandria”?? Mas em seguida me esqueci da “Arlandria”! Começou “Breakout”!!! Acho que nunca pulei tanto na minha vida! Todo mundo ficou louco, literalmente!

E agora o momento que todos os órfãos de Nirvana sonhavam! Depois de tocarem Breakout o Dave começou a apresentar a banda. E a cada apresentação nós começávamos o coro de “Solo! Solo!”, e fomos atendidos todas as vezes. Depois do solo do Taylor, ele apresenta o Dave, dizendo que só estava ali por causa dele, e ele que escrevia aquelas músicas fodas (não me lembro muito bem, meu cérebro tradutor estava meio surtado naquele momento), começamos o coro de “Solo! Solo!” novamente e pasme! O Taylor se levanta e diz “Acho que eles querem que você toque a bateria” e ele foi! Tocaram “Cold Day in the Sun” com Taylor nos vocais e Dave na bateria. Nem preciso comentar né?!

Tocaram “Long Road to Ruin” e antiguinha “Big Me”, seguiram com o cover do Queens of the Stone Age, “Stacked Actors”, com direito a duelinho de guitarra.

Tocaram “Walk”, “Generator”, “Monkey Wrench” quando brincou que estava sem voz! E pediu que cantássemos com ele! Tocou “Hey, Johnny Park!”, “This is a Call”, o cover “In the Flesh?” e a linda “Best of You”, eu voltaria no tempo só para ver a cara de emocioando do Dave olhando para nós e nossas plaquinhas de “OH”.

Deram uma pausa antes de voltar, e claro que ele apareceu no telão pra fazer inveja bebendo uma cerveja enquanto nós morríamos lá embaixo! E brincava com o Taylor dizendo que só iria tocar mais uma música. Tá aí alguém que ama e se diverte com o que faz.

Voltaram pra fechar com chave de ouro e tocaram “Enough Space”, a antiguinha “For All the Cows”, “Dear Rosemary” e eis que surge a Joan! Exclusividade nossa, tocaram duas músicas juntos, “Bad Reputation” e “I Love Rock ‘n’ Roll” e dedicando a música à nós, fechou com “Everlong”.

O setlist não mudou muito para o tocado na Argentina. Adorei ver a Joan Jett tocar “Bad Reputation” e “I Iove Rock and Roll”, mas senti muita falta de “These Days” e “I should have know”!

Mesmo com um show de quase duas horas e quarenta, foi pouco para uma banda com 17 anos de carreira e 7 álbuns na bagagem! Muitos clássicos e muitas músicas boas que nem se quer chegaram perto do setlist! Um show completo, sem correções.

Apesar de ouvir muitos comentários sobre os shows no Chile e de ter visto o show da Argentina, posso dizer que ele se empenhou o máximo em todos.

Dave gritou até sua garganta não agüentar e ainda brincava conosco dizendo para cantarmos juntos e o mais alto que conseguíssemos.

Saiu carregando a bandeira do Brasil de lembrança… e é bom que essa bandeira se mantenha à vista mesmo… para que se lembrem de voltar!

E essa é minha lembrança do Lolla, eu fui? Sim, eu vi Foo Fighters!

Setlist:

All My Life
Times Like These
Rope
The Pretender (“Custard Pie” Interlude)
My Hero
Learn to Fly
White Limo
Arlandria
Breakout
Cold Day in the Sun (Com Dave Grohl na bateria e Taylor Hawkins)
Long Road to Ruin
Big Me
Stacked Actors (with “Feel Good Hit of the … more)
Walk
Generator
Monkey Wrench
Hey, Johnny Park!
This is a Call
In the Flesh? (Pink Floyd cover)
Best of You

Encore:
Enough Space
For All the Cows
Dear Rosemary
Bad Reputation (com Joan Jett)
I Love Rock ‘n’ Roll (The Arrows – com Joan Jett)
Everlong

*Joana Cabrera é fã do Foo Fighters e colaboradora do Vishows.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: