Vishows

Para quem gosta de ver e ouvir ao vivo – Blog & Podcast

Arquivos de tags: Metallica

Rock in Rio 2011 e a noite histórica do Metallica (Por Pedrinho Pereira Sousa)

Metallica 2011

Metallica 2011

Olha só… especificamente sobre o Metallica o set list foi perfeito, muitas músicas das antigas.

Prá quem conhece eles desde + ou – 1985 , é notória a evolução da banda, Rock and Roll na veia, som visceral… eles melhoram a cada dia. Como ponto alto do show a gloriosa “Master of Puppets“.

Agora em relação ao Rock in Rio, tudo na boa. Me deixaram de carro até onde podia ir (zero trânsito), e até a entrada foram mais uns 20 min andando… mas foi foda, pois quando você passa pela entrada e coloca os pés lá dentro… olha em volta e vê tudo aquilo… tem aquela voz que diz “puta que pariu tô aqui dentro CARALHOOOOOOOOOOOOO….” (ups,não sei traduzir isso com palavras de alto calão).

Só um perrenguezinho ,o BOB´s não deu vazão ao número de sandubas e com isso as pessoas demoravam muito na sua vez.

O legal foi de que qualquer lugar dava pra ver os telões com os shows e as outras atrações, e conversando com a galera da fila… , notei gente do mundo inteiro nesse Rock in Rio, muito manera a energia positiva das pessoas e o clima de paz envolvente. Não ví briga e todo mundo fez o que queria, quem quis beber – bebeu, quem quis dançar – dançou, quem quis pular – pulou, fora aquela tradicional maresia – livre leve e solta…

A Rock Street é muito legal,parece que você está numa rua mesmo, cheia de barzinhos com música ao vivo (um som mais blues e rock das antigas, com direito a um palco maior com equipamento de primeira e rock/blues com Vitor Biglione.

Na volta foram só mais uns 20 minutos andando até a entrada nos ônibus, onde o esquema era … quem correr mais entra, mas sem empurrões e afins…hehehe.

No final, saldo positivo, afinal o Rock in Rio não é só um festival de música, é uma confraternização da paz.

Rock in RIO,EU FUI , em todos… (By Pedrinho Pereira de Souza)

CONFIRAM O SETLIST DO SHOW CARIOCA

Abertura com The Ecstasy of Gold (Ennio Morricone song)

  • Creeping Death
  • For Whom the Bell Tolls
  • Fuel
  • Ride the Lightning
  • Fade to Black
  • Cyanide
  • All Nightmare Long
  • Sad But True
  • Welcome Home (Sanitarium)
  • Orion
  • One
  • Master of Puppets
  • Blackened
  • Nothing Else Matters
  • Enter Sandman

BIS

  • Am I Evil? (Diamond Head cover)
  • Whiplash
  • Seek & Destroy

Programação ROCK IN RIO 2011 Dia a Dia e com SOAD !!

Rock in Rio

Rock in Rio

Acompanhei de perto todos eventos anteriores… no primeiro (com 12/13 anos) ví pela TV, e não esqueço do show do AC/DC na íntegra pela Globo, além de outros grandes momentos de Ozzy, Iron Maiden, Whitesnake, Queen, Scorpions, Rod Stewart, James Taylor, The B-52´s, Paralamas, Barão Vermelho

Em 1991 na segunda edição e com a idade necessária pude ver ao vivo Faith no More, Guns and Roses, Prince, Santana, Joe Cocker, Jimmy Cliff, George Michael, Dee Lite, Megadeth, Judas Priest, Sepultura, Colin Hay Band, Titãs … para finalmente em 2001 ter conferido na terceira edição Neil Young, Beck, REM, Foo Fighters e Dave Mathews Band, numa edição que contou novamente com o Guns e teve destaques como Red Hot Chili Peppers, Sting, Cássia Eller

A versão 2011 volta finalmente ao Brasil, e está realmente me impressionando pela organização e divulgação, mas sinceramente as atrações no geral ficaram a desejar, o ponto alto foi a confirmação do System of a Dowm, banda sensacional e que no Brasil tem público de sobra para ter sido escolhida em votação pela galera.

O Blog nesse primeiro Post sobre o Rock in Rio 2011, tráz um quem é quem de cada dia.

Dia 23/Set

Palco Mundo (Dia Pop)

Elton John – O Grande Show da noite !! Continua em grande forma.
Rihanna – Não vejo nada de mais, mas os fãs devem estar na expectativa.
Katy Perry – Afinal !? O pop não poupa ninguém.

Palco Sunset:
Destaque para o sempre bom show dos Móveis Coloniais de Acaju.

Evitar: Claudia Leite, afinal é Rock in Rio.

Dia 24/Set

Palco Mundo (Dia Rock)

Red Hot Chilli Peppers – Voltando aos palcos com guitarrista novo, sempre emocionante.
Snow Patrol – Grande expectativa pelo show da banda que tem hits recentes no Brasil.

Palco Sunset:
Destaques para Marcelo Yuka com Cibelle, Tulipa Ruiz e Nação Zumbi, Milton Nascimento + Esperanza Spalding e Mike Patton/ Mondo Cane + Orquestra Sinfônica de Heliópolis.

Evitar: Capital Inicial, eu não agüento mais… peço já desculpa aos fãs.

Dia 25/Set

Palco Mundo (Dia Metal Rock)

Metallica – Os caras são hoje 100% mainstream, mas continuam pesados e ao-vivo matadores.
Slipknot – Banda com grande performance ao-vivo, promete !!
Motorhead – O que falar de uma das maiores bandas pesadas do rock mundial, na boa… pelo Blog Vishows Motorhead fechava a noite !!!
Coheed and Cambria – O som dos americanos cresce a cada disco e deve surpreender no festival.

Palco Sunset:
Matanza + Bnegão – Vai ser legal !!
Korzus + The Punk Metal Allstars – A mistura vai ser interessante !!
Angra + Tarja Turunen (Fi) – Prá quem gosta ! (Prefiro Evitar)
Sepultura + Tambours du Bronx (Fr) – A banda brasileira já é expert em simbioses musicais diversas, recomendo !!

Evitar: Quem não gosta de Rock pesado deve buscar um programa alternativo no Domindão carioca.

Dia 30/Set

Palco Mundo: (Pop Rock Latino)
Shakira – Putz ! Não é minha praia, acho que ela canta bem mas as músicas não valem a pena.
Lenny Kravitz – Eu já vê e mesmo gostando dos primeiros discos, hoje acho que ao-vivo Lenny é bem água com açúcar.
Ivete Sangalo – Sem Comentários. Evitar
Jota Quest – Idem. Evitar.
Marcelo D2 – Em busca da batida perfeita ?! Falou !! $$

Palco Sunset:
Buraka Som Sistema + Mixhell – Faria eu sair de casa pois vai ser pesado e engraçado com a sexualidade funk do Kuduru angolano e as batidas do Mixhell… eles deveriam filmar os ensaios pois vai ser histórico.
João Donato + Céu – O cara é mestre arranjador e compositor da Bossa Nova e Céu a melhor cantora do Brasil.
Cidade Negra + Martinho da Vila + Emicida – Vale por Martinho e pelo talento animal do Emicida.
Monobloco + Macaco – Monobloco é um fenômeno no Rio e Macaco uma landa da Catalunha que manda muito bem ao vivo, o show deve causar !

Evitar: TUDO !! Só salva o Palco Sunset, achei o palco mundo a noite brega do festival.

Dia 01/Out

Palco Mundo (Do Piano Rock ao Hip Hop na noite MAINSTREAM)
Coldplay – São bons ao vivo mesmo sendo das bandas mais auto indulgentes do mundo.
Jay-z – Fazer o que o cara bomba no mundo todo, aposto num grande show.
Maná – O Bon Jovi brega do rock latino, tem quem goste e são muitos. (Sorry Fãs)
Skank – Na opinião do Blog a banda é a melhor atração do Palco Mundo, mereciam maior sorte nessa estréia em Rock in Rio.

Palco Sunset: (De novo melhor que o Palco Mundo)
Cidadão Instigado + Júpiter Maçã – Deve ser um show muito legal, conectando o RS com PE.
Tiê + Jorge Drexler – A Bossa no caminho de Montevidéo com o auxílio luxuoso da voz de Tié.
Erasmo Carlos + Arnaldo Antunes – Erasmo sempre vale a pena e a parceria com o mais concreto dos Titãs, deve render um bom show.

Evitar: Maná que é muito chato, prefiro ouvir sertanejo e pagode. (Sorry Tex/Mex People)

Dia 02/Out

Palco Mundo (Rock)

Guns N`Roses – O que já foi uma super banda, agora tem que suportar literalmete o ego do vocalista, não merece fechar o Festival, é o maior erro de programação do Rock in Rio.
System of a Down – Melhor escolha do festival, mas que chegou lá através da mobilização dos fãs e deve ser o melhor show da noite.
Evanescence – A banda de Amy Lee tem hordas de fãs no Brasil e faz um som de respeito.
Pitty – Merecida escalação da popular roqueira baiana que deve agitar a galera.

Palco Sunset: (De novo melhor que o Palco Mundo)

Destaque para Mutantes + Tom Zé e Marcelo Camelo com parceiro incógnito, de resto nada que valha muito à pena.

Evitar: Ver ao vivo a decadência física, vocal e mental de Axl Rose.

Metallica no Brasil – A banda mais humilde de todos os tempos… em 1989…

Metallica é sem dúvida alguma uma das maiores bandas de Heavy Metal da história, surgiu no começo dos anos 80 renegando o Hard Rock que tomava conta da música naquele momento, o Metallica trouxe composições naturais e complexas, negando os dizeres de que Trash Metal era apenas barulho, mas ainda assim fazendo MUITO BARULHO.

Em meados dos 80, todo Headbanger de respeito já conhecia o Metallica que havia lançado seu primeiro álbum “Kill Em All” em 1983, seguido por “Ride the lighting” de 1984 e muitos outros, enquanto isso aqui em nossas terras os pequenos grandes heróis donos de lojas de discos faziam o possível e impossível para trazer novidades para os seus clientes.

Nessa época em São Paulo surgiu a Woodstock Discos, loja que não apenas apresentou o Metallica como também possibilitou o acesso da garotada aos álbuns, não com apenas os vinis importados das bandas, mas tinha também a fita K7 (Para a molecada que ainda não tinha tanta grana disponível eram o “download” da época) e discos pirateados nacionais lançados no selo Woodstock.

Woodstock Discos em Sampa

Essa acima é a Woodstock Discos na época, e em sua fachada do lado podemos ver a placa que anuncia o METALLICA, em sua primeira apresentação no Brasil com a tour do … AND JUSTICE FOR ALL dias 6 e 7 de Outubro de 1989 com apoio da revista ROCK BRIGADE e promoção da 89 FM (a rádio que Jânio não ouve…)

Álbum que aliás foi lançado em primeira mão pela própria 89 FM no programa Comando Metal, a própria galera do programa demorou bastante para arrumar o vinil e tocá-lo no ar (tocaram ao vivo ponta/ponta e headbangers de toda a capital paulistana ouviram e alguns até gravaram esse programa que esperavam tanto).

Eis que finalmente chega a chance dos fãs brasileiros verem o Metallica, dois anos antes do grande boom da banda onde eles conseguiram muita grana, nessa época vieram ao Brasil apenas com instrumentos de corda e uma ou outra coisa do cenário, e a guitarra de James Hetfield ainda tinha o famoso adesivo “Kill Bon Jovi”.

E no Ginásio do Ibirapuera com uma bateria alugada (Tibério Bateria – ver post no Universo Rock), e equipamentos emprestados o hoje gigante Metallica deu um show para poucos utilizando uma playlist que até hoje faria fãs da banda delirar.

Setlist Metallica 1989 – São paulo – Dia 1

– Ecstacy of Gold
– Blackened
– For Whom the Bell Tolls
– Sanitarium
– Harvestor of Sorrow
– The Four Horsemen
– Bass Solo
– To Live is to Die
– Master of Puppets
– Fade to Black
– Seek & Destroy
– …And Justice for All
– One
– Creeping Death
– Guitar Solo – Kirk
– Battery
– Prowler Jam
– Last Caress
– Am I Evil?
– Damage Inc.
– Blitzkrieg
– Breadfan

E isso é apenas o Setlist “oficial”, voltaram mais 3 vezes ao palco e mandaram covers diversos, inclusive introduções de sons do Iron Maiden e outras bandas, ficaram lá mesmo sem tocar, distribuindo palhetas e interagindo com a platéia… naquele dia o Metallica era igual ao seu público, headbangers empolgados com um show fantástico, garotos que não queriam ir embora e andavam de um lado para o outro, a banda mais humilde de todos os tempos, que talvez nunca fosse voltar ao Brasil…

Mas o Metallica voltou e criou novas histórias, nem de perto tantas quanto nesse primeiro show mas ainda assim a banda que veio foi outra, no próximo texto falaremos sobre o GIGANTESCO Metallica, uma das maiores bandas da história, que está a caminho do Brasil para o Rock in Rio 2011.

E durante esse aquecimento vamos lembrar desde aqueles caras que vieram fazer um show em 89 até os deuses do rock que vieram em 2010, ainda temos muito para falar.

@billieblade

400 Posts e Muito Rock

Saudações galera do ViShows!

Que agradável surpresa eu tive hoje de manhã, em pleno #DiadoRock soube que faria o Post número 400 do ViShows, não por acaso hoje, afinal, as forças dos Deuses do Rock agem dessa maneira, em um dia tão especial, um post especial também nos espera.

Hojé é dia 13 de Julho, o Dia Mundial do Rock, uma data na qual eu gosto de ouvir diversas velharias guardadas no armário, as bandas que ouvi desde o começo do meu bom gosto pelo bom e velho Rock´n Roll.

Então segue a lista, desde os primórdios, até hoje em dia. (O homem ainda faz o que o macaco fazia…)

Até os 11 anos de idade eu não possuia um gosto musical bem definido, como toda criança da época eu gostava do que todos ao meu redor ouviam, Virgulóides, Mamonas Assassinas e outras coisas que devem ser apagadas da minha memória levadas em consideração nesse momento.

Porém no ano de 1996 tudo mudou, pois na prateleira de meu irmão havia um CD que fez tudo mudar, esse CD se chamava “The Best of the Beast” do “Iron Maiden”, afinal, bom mesmo é começar com uma coletânea.

Marco Zero – 1996 – The Best of the Beast

A partir deste momento a história começou a mudar, o estilo chamado por muitos de Metal Melódico tomou conta da minha personalidade, busquei diversas bandas parecidas e aprendi muito na época, algumas dessas bandas foram: “Blind Guardian”“Hammerfall”“Judas Priest”“Nightwish” “Iron Maiden”

2nd Wave of Metal – Apurando os gostos

Nessa época uma das grandes bandas do mundo voltou a aparecer na mídia, com lançamento de Albuns como “Load” “Reload” e “Garage Inc.” o “Metallica” se tornou uma das minhas grandes paixões, da mesma forma que antes eu estudei e busquei tudo, pude ter noção do que era O METALLICA ouvindo músicas desde a época do “Kill´em All

Algumas das bandas dessa época foram:  “Megadeth”“Rage Against the Machine”“Manowar” “Kiss”

3rd Wave of Freedom – Um grito de Liberdade

Estava na hora do mundo ficar mais sério para mim, criar novas ideologias, algumas que carrego até hoje, o meu grito de liberdade, nessa época conheci o Punk Rock, estilo que ficaria marcado na minha vida.

A Banda responsável por começar esse gosto foi o Bad Religion, banda que carrego no meu mp3 até hoje, junto com diversas bandas que conheci ao longo do tempo, dentre elas: “Pennywise”“Offspring”“NOFX”“Rancid”“Ramones”

4th Wave of Doom – Conhecendo o Submundo

Nessa época ja possuia bastante conhecimento de música, ia me desviando das novidades que eu não gostava e nem nunca consegui gostar, desprezei Linkin Park e muitas outras bandas que apareceram nessa época, mas procurei mais a fundo, e achei grandes bandas em um local escuro.

Nessa época descobri sons como Amon Amarth e Korpiklaani, fui do Folk Metal ao Death Metal, ouvi bandas fantásticas e sons completamente diferentes, entre elas: “Amon Amarth”“Korpiklaani” “Moonsorrow” “Bathory”

5th Wave – Descobrindo a América Latina e meu próprio país.

Nessa época comecei a procurar diferentes bandas e sons, fui atrás de novidades e ouvi coisas de muitos lugares do mundo, mas novamente com influência do meu irmão acabei conhecendo novas bandas, bandas latinas e nacionais, antigas e novas.

Essa foi a minha maior época de identificação com os nossos Hermanos, tive um grande crescimento pessoal e desenvolvimento da minha maneira de pensar e ver as coisas, passei a dar o valor correto as bandas latinas.

Dentre elas: “Molotov”“Ataque 77”“El otro yo”Los Fabulosos Cadillacs”

____________________________________________________________

Este sou eu, uma mistura de diversas bandas e pensamentos, o Rock me ajudou em toda a formação da minha personalidade e de meus gostos, inclusive na escolha de amigos.

Essa é a minha lista, uma parte bem resumida da minha história e tudo que aprendi e conheci, qual a sua lista? Como você cresceu para o rock? Como conheceu?

Pare um dia para escrever, tenho certeza que vai resgatar grandes lembranças.

Detalhe: Essas foram as bandas iniciais e as que mais marcaram, mas ouvi muito das grandes bandas, essa é a minha lista e aquilo que me influenciou, mas em todos os gostos sempre tiveram outras grandes bandas. e experiências, essa é uma versão resumida, espero que gostem.

Billie Blade é definitivamente louco, escreve no ViShows e no Cerveja com Ogros, twitteiro, blogueiro, agente de viagens, maníaco por jogos e músicas.

Metallica agita o Sul – 28/Jan/10

A galera em Porto Alegre curtiu muito o Show !

Confiram o set list de 28/JAN em Porto Alegre

  • Creeping Death
  • For Whom The Bell Tolls
  • Ride The Lightning
  • The Memory Remains
  • Fade To Black
  • That Was Just Your Life
  • The End Of The Line
  • The Day That Never Comes
  • Sad But True
  • Cyanide
  • One
  • Master Of Puppets
  • Battery
  • Nothing Else Matters
  • Enter Sandman
  • BIS
  • Die, Die My Darling (Cover – Misfits)
  • Phantom Lord
  • Seek & Destroy

Um setlist de clássicos… Metallica Classic Rocks. Confiram o poder dos caras com os fãs… se preparem
paulistanos e afins agora é com vocês.

Fica o vídeo de som da época do Cliff Burton – “BATTERY”
– TKS – HIGORTM

Show EXTRA do Metallica em Córdoba – Argentina (2010)

METALLICA LIVE - ESTÁ CHEGANDO A HORA

Direto do site da FM Argentina Rock & POP – CONFIRMADO mais 1 Show do Metallica na Argentina !!

A vinda do Metallica para a Cidade de Córdoba foi um grande feito e mostrou como não se pode ignorar a força dos fãs, ampliando as opções para as bandas tocarem além do circuito Buenos Aires, São Paulo e Rio.

O pessoal de Córdoba está feliz a pampa já que a cidade se considera a mais roqueira do país.

O show está confirmado para 24/Jan/2010 no El Orfeo com capacidade para 9.700 pessoas.

Os ingressos podem ser comprados pelo sistema Ticketek – já comprei aqui do Brasil e funciona SUPER BEM.

Agora sim… show extra do Metallica confirmado em Sampa

Começou nesse dia 14-Dez a venda do Show extra do Metallica no Morumbi dia 31 de janeiro.

Com isso serão 3 shows no Brasil, um em Porto Alegre no dia 28 de janeiro e dois em São Paulo dias 30 e 31 de janeiro.

INGRESSOS :
– R$ 150 (arquibancada laranja)
– R$ 170 (arquibancadas azul e vermelha)
– R$ 190 (arquibancada vermelha especial)
– R$ 250 (pista e cadeira inferior)
– R$ 300 (cadeira superior)
– R$ 500 (pista vip)

Metallica com Setlist matador agita Las Vegas

Brazucas se preparem… o Metallica – confirmadíssimo para 2010, está com um set list poderoso e que vem mudando bastante noite após noite.

Vejam que palco incrível estilo arena !!

Confiram os sons que rolaram Sábado dia 05/Dez/2009 no Mandalay Bay em LAS VEGAS…

  • That Was Just Your Life

  • The End Of The Line

  • Ride The Lightning

  • The Memory Remains

  • Fade To Black Broken

  • Beat And Scarred

  • Cyanide

  • Sad But True

  • One

  • All Nightmare Long

  • The Day That Never Comes

  • Master Of Puppets

  • Fight Fire With Fire

  • Nothing Else Matters

  • Enter Sandman Die

  • Die My Darling (Misfits cover)

  • Whiplash

  • Seek & Destroy

Confiram direto do Youtube mais um vídeo de fã que mostra a força dos caras ao vivo com “Fade to Black”.

Metallica na América Latina – Jan/2010

METALLICA 2010

O ano novo começa com a paulera do Metallica, detonando na World Magnetic Tour, que fará 13 shows na América Latina entre janeiro e março, com merecidas férias no mês de Fevereiro… Só falta os caras passarem as férias e o carnaval no Brasil. Imaginem o Metallica num Trio em Salvador (Argh…Nossa!!?!)… mas falando sério, bom mesmo é ver a banda em forma e com um disco legal para ter a expectativa de um grande evento.

Datas confirmadas:

PERU
19/Jan – Lima – Estadio San Marcos

ARGENTINA
21/Jan – Buenos Aires – River Plate
24/Jan – Córdoba – Orfeo Superdomo – EXTRA

CHILE
26/Jan – Santiago – Club Hipico

BRASIL
28/Jan – Porto Alegre – Zequinha
30 e 31/Jan – São Paulo – Morumbi (Show Extra dia 31)

MÉXICO
01/Mar – Guadalajara – Estadio Tres de Marzo
03/Mar – Monterrey – Estadio Universitario

GUATEMALA
05/Mar – Cidade da Guatemala – Estadio Mateo Flores

COSTA RICA
07/Mar – San Jose – Saprissa Stadio

PANAMÁ
08/Mar – Cidade do Panama – Plaza Figali

COLOMBIA
10/Mar – Bogota – Parque Simon Bolivar

VENEZUELA
12/Mar – Caracas – La Rinconada

PORTO RICO
14/Mar – San Juan – Coliseo de Puerto Rico

…confiram no aquecimento para o Rock in Rio 2011 … Post do Bille Blade sobre o primeiro show da banda no Brasil no agora distante 1989 … (Eu fui hehehe) … Atualização do Post em Fev/2011 !!

Contos de Fadas do Rock

“Para quem acredita na lenda da morte do Paul McCartney e a famigerada capa obscura do album Abbey Road, Metallica vem ao Brasil.”

O titulo parece piada, e quem não ler também não vai entender, mas a grande verdade é que para nós latino-americanos, o Rock´n Roll não passa de um grande conto de fadas, quer ver?

Metallica no Brasil!!! Conto de fadas feio, há muitos e muitos anos, em um reino muito muito distante! Quando eu era mais novo falei que só acreditava vendo, e cheguei a comprar entradas! Porém, cerca de 30 dias depois eu me encontrava em uma fila para receber a grana que havia pago, pois o Metallica não viria mais para o Brasil.

E continuam as lendas, Depeche Mode no Brasil, cancelado por uma questão de logística, leia-se “moeda valorizada com ingresso caro causando um show vazio”. Este ano o Zakk Wylde teria voltado ao país, porém problemas de saúde na banda cancelaram o show.

Alguém lembra das lendas da antiguidade? Se eu bem me recordo de uma, falava-se de um show em Machu Picchu do Pink Floyd na virada do milênio, não apenas confirmando que era lenda por saber que o show não existiu, o nosso editor Luis Lopes estava lá, e pode comprovar que foi somente lenda.

Então, mesmo com a entrevista do Lars, baterista do Metallica, dizendo que em Janeiro/2010 – eles devem vir a América Latina, mesmo com os rumores que apareceram durante todo o ano, eu prefiro ficar seguro e esperar, pois já estive em duas filas do Metallica na vida, uma para comprar o ingresso e outra para devolvê-lo.

A entrevista completa de Lars, em inglês, pode ser ouvida clicando aqui.

Fonte (em inglês): Blabbermouth.net

Podcast Vishows – Emissão 17 – Coversmaniac

O Emissão 17 é um programa dedicado a grandes canções que viraram covers de outros artistas, que com sua arte, deram às músicas personalidade e vida própria, com arranjos e interpretações que marcaram época.

Tudo começa com o Van Halen, em sua formação clássica do disco Diver Down detonando com “Dancing in the Street” do grande Marvin Gaye. A canção recebeu inúmeras versões ao longo de décadas – essa com a maestria de Eddie Van Halen e os maneirismos de David Lee Roth ficou impagável e junto com a versão de Jagger e Bowie são as reproduções mais conhecidas da música.

O primeiro bloco abre com THE KING, o cara é um grande cover do Elvis e lançou nos anos 90, o álbum Gravelands, fazendo versões improváveis de canções no estilo Elvis Presley. Selecionamos de Bob Marley – “No Woman no Cry” que ficou sutil mesmo com o vozeirão do figura que tem muito talento e bom gosto. O bloco continua com os escoceses do Aztec Camera que direto dos anos 80, nos trazem versão interessante do clássico “Jump” dos já citados Van Halen.  Essa versão – clássico eterno da banda californiana, rolou muito no final dos anos 80 e virou uma grande referência para o mundo dos acústicos à partir da década de 90. Continuamos com REM, e cover dos sempre malditos Velvet Underground com a singela “There she goes again”. Fecha o bloco o sensacional Echo and the Bunnymen na grande versão de “People are Strange” com produção e teclados do próprio Ray Manzarek até superando a original dos seminais The Doors.

O segundo bloco chega com Depeche Mode e sua incrível versão de “Route 66” do mega Chuck Berry – eternizada pelos Stones nos anos 60 e que na roupagem eletrônica dos caras ganha vida nova. Para mantér o pique nada como Siouxsie and the Banshees com “Hall of Mirrors” dos eletrônicos Kraftwerk. Já no pique dos Banshees, pegamos a banda feminina Lunachicks com “The Passenger” que ficou famosa com a Siouxsie mas é original de Iggy Pop, fecha o bloco os ingleses do Garbage com homenagem aos Ramones – “I just want to have something to do”.

O bloco final, sempre mais roqueiro, começa com os ingleses The Automatic e a sonzeira de “Epic” do Faith no More, seguido dos super talentosos Living Colour e cover de James Brown – “Talking loud and saying something” em versão pesadona e cheia de groove. Agora é porrada com Metallica em versão dos Misfits ao-vivo – “Last Caress”. Fecha o programa Sepultura em formação clássica fazendo versão do Black Sabbath – “Symptom of the universe”

CURTE O SOM GALERA !!