Vishows

Para quem gosta de ver e ouvir ao vivo – Blog & Podcast

Arquivos de tags: São Paulo

Noite de hardcore em São Paulo: No Use for a Name no Carioca Club

Por Renata Quirino

Rolou ontem em São Paulo o show da banda de hardcore americana No Use For a Name, no Carioca Club. A casa, localizada em Pinheiros, tem uma programação voltada para a música brasileira, como samba e forró, e nos últimos tempos também tem se dedicado ao rock, com shows de bandas como Sebastian Bach, Kyuss Live!, Destruction, entre outros.

Essa foi a primeira vez que vi um show no Carioca Club e vi muitas vantagens: fácil acesso (o metrô Faria Lima fica a cinco minutos do Carioca e há diversas opções de ônibus na região), os shows começam e terminam cedo (evitando assim que o público passe a madrugada na rua esperando que o transporte público volte a funcionar ou que tenha que pagar por um táxi para ir pra casa), som e iluminação bons e camarote com uma visão bacana do palco. Muitos pontos para a casa. Mas, como nem tudo é perfeito, antes do No Use For a Name subir ao palco, o Dj da casa, que não conhecia nada da banda e muito menos do público, cometeu o erro de tocar um CD INTEIRO do Rappa para “aquecer” os presentes. Óbvio que a escolha não agradou e depois de muitas vaias e pedidos desesperados para que o DJ tivesse piedade de nossos ouvidos e parasse de tocar aquilo, o moço resolveu trocar o disco e colocou Metallica. Totalmente fora de contexto, mas, logicamente, muito melhor que o Rappa. NOFX? Millencolin? Pennywise? Acho que ele nem sabe o que é isso.

Bom, mas agora o No Use For a Name. Também conhecido como NUFAN, a banda nasceu no final dos anos 80, na Califórnia e é uma das mais representativas no chamado Hardcore Melódico.  A última passagem dos americanos no Brasil foi em 2009, no tradicional Hangar 110.

A banda subiu ao palco com quinze minutos de atraso, às 20h15. O vocalista Tony Sly entrou em cena registrando a euforia do público com seu celular. O simpático baixista Matt Riddle conversou e brincou bastante com o público durante toda a apresentação, inclusive com o fato de que hoje, domingo, a banda fará um show na Argentina. Já Tony perguntou se o público gostaria que a banda cancelasse a apresentação e fizesse mais um show por aqui e a platéia, claro, respondeu fervorosamente que sim.

Com fãs fiéis, a banda foi acompanhada do início ao fim, em todas as canções. Destaque para o hit “Coming Too Close”, que arrancou até lágrimas de alguns que estavam por ali. Com a platéia formada na sua maioria por adolescentes e por trintões que estavam recordando sua adolescência, esse show mostrou que a cena hardcore tem um público apaixonado e que conquista novos admiradores a cada dia.

No BIS, o vocalista subiu ao palco com sua guitarra e improvisou uma música em homenagem à São Paulo (com direito a uma bela desafinada no começo, diga-se de passagem), com uma letra que dizia como a cidade traz boas recordações à banda, come eles estão felizes por estar ali novamente e que prometem voltar em breve. Claro, muito aplaudido pelo público apaixonado. Logo em seguida a banda toda volta para tocar as últimas canções. Dois garotos invadem o palco e são levados pelos seguranças. Matt Riddle deixou a banda tocando e foi pedir para que o segurança deixasse os fãs descerem pela frente do palco numa boa. Voltou, pegou o baixo do chão e continuou tocando.

Matt Riddle, do No Use For a Name, no Carioca Club

A banda encerrou a apresentação agradecendo muito e o público foi embora feliz do Carioca Club esperando que Tony Sly cumpra o que disse durante o show: voltar em breve. Uma noite de hardcore adolescente, para quem é adolescente ou para quem voltou a ser adolescente durante uma hora e meia.

Veja mais fotos no Flickr.

Da Surf Music ao Soul: um pouco do que rolou na Virada Cultural 2012

Por Renata Quirino

A Virada Cultural em São Paulo aconteceu no último fim de semana em toda capital, levando cultura para toda a cidade. Com tantas opções, era imprescindível fazer um roteiro para não se perder no meio de tantas (ótimas) atrações. Porém, devo começar dizendo sobre a decepção com a Virada Cultural quando foi anunciado o cancelamento do show dos jamaicanos do Toots and Maytals. Com certeza esse seria um dos grandes shows de todo o evento.

Mas apesar do desfalque, não dava tempo de ficar apenas lamentando: no sábado, minha Virada Cultural começaria com o McCoy Tyner Quartet, mas por causa de alguns imprevistos, não pude ver esse incrível pianista que tocou com ninguém mais ninguém menos que John Coltrane. Sorte de quem esteve lá.

Minha noite então começou com os extraterrestres no Man Or Astroman? no palco Barão de Limeira. Mesmo com muitas falhas no som, os lunáticos conseguiram fazer um show divertidíssimo, dançante e totalmente insano. Com direito a mosh do guitarrista Star Crunch e do baixista Coco the Electronic Monkey Wizard. Sensacional.

Coco the Electronic Monkey Wizard (Robert DelBueno) do Man or Astroman? na Virada Cultural 2012

Coco the Electronic Monkey Wizard (Robert DelBueno) do Man or Astroman? na Virada Cultural 2012

Star Crunch (Brian Causey) do Man or Astroman? na Virada Cultural 2012

Star Crunch (Brian Causey) do Man or Astroman? na Virada Cultural 2012

No dia seguinte, minha maratona musical começou com o Suicidal Tendencies às 9h30 da manhã no palco São João. Ansiosamente aguardado pelo público, no primeiro minuto de show, o público invadiu a área destinada à imprensa. Muitos garotos e garotas se jogando do palco para a platéia, deixando os seguranças a beira de um ataque. Um mosh pit inacreditável se formou no meio da avenida. Simplesmente lindo! A banda fará amanhã uma tarde de autógrafos na loja Sick n Silly Rockstore, na Alameda Jaú, às 17:00 e encerrará a turnê com show na Clash Club, Barra Funda, na quarta feira, dia 07.

Logo depois fui até a Av. Rio Branco para ver a banda Skywalkers, da zona leste de São Paulo. A programação do palco Baratos Afins foi organizada por Luis Calanca, dono do selo e da loja de discos de mesmo nome. Infelizmente, o público não era dos maiores. Já era de se imaginar, já que ao mesmo tempo estava rolando no palco São João o disputadíssimo show do Titãs, que tocou na íntegra o clássico Cabeça Dinossauro, de 1986.

Pedro Bizelli, do Skywalkers, no Palco Baratos Afins na Virada Cultural 2012

Pedro Bizelli, do Skywalkers, no Palco Baratos Afins na Virada Cultural 2012

Uma pausa para almoçar, dar uma volta na cidade, fotografar os mais diferentes tipos de arte que aconteciam por ali – desde bolivianos tocando “Menina Veneno” até Índio Chiquinha dançando com suas castanholas em frente ao Teatro Municipal.

Meu domingo musical acabou com um dos shows mais deliciosos que já vi na Virada Cultural: Charles Bradley. Mais do que música para ouvir: musicar para sentir. Duas palavras podem definir bem o show de Charles: sexy e emocionante. O soulman (verdadeiro soulman) subiu ao palco depois de uma bela Jam de sua incrível banda. Com uma impressionante capacidade vocal, Charles Bradley se emocionou em vários momentos da apresentação e agradecia a cada instante a presença do público. Como se não bastasse, foi até a platéia e abraçou todos que estavam na primeira fila por mais de 20 minutos. Eu só tenho uma coisa a dizer: nós que te agradecemos, Charles. Obrigada por existir e encerrar minha Virada Cultural tão brilhantemente.

Um verdadeiro soulman: Charles Bradley na Virada Cultural 2012

Um verdadeiro soulman: Charles Bradley na Virada Cultural 2012

E após um show desses, eu não poderia voltar para casa com outro sentimento que não fosse felicidade. Que venha a Virada Cultural 2013.

Veja mais fotos no Flickr

Começa bem 2012 com Florence + the Machine no Brasil

Florence + the Machine

Florence tem só 2 álbuns mas já chega ao Brasil com moral de veterana, sendo a principal atração do Summer Soul Festival, que vai rolar em Sampa (24/Jan – Arena Anhembí), Rio (25/Jan – HSBC Arena) e Floripa (28/Jan), com nomes diversos como o super pop Bruno Mars, o arroz de festa Seu Jorge e os menos cotados ROX e Dionne Bromfield.

Florence Welch e sua amiga Isabella “Machine” Summers, tocam desde a adolescencia e são a base do som da banda, para quem não conhece separamos 2 vídeos básicos e um setlist bem recente como referência para os shows Brazucas.


SETLIST – Florence + the Machine em Seattle/USA – 08/Dez/2011

  • Only If for a Night
  • What the Water Gave Me
  • Seven Devils
  • Cosmic Love
  • Heartlines
  • Leave My Body
  • All This and Heaven Too
  • Dog Days Are Over
  • Shake It Out
  • Rabbit Heart (Raise It Up)
  • Spectrum

Bis

  • Never Let Me Go
  • No Light, No Light

Ringo Starr & All Starr Band em Sampa Rock City

Ringo Starr e a mensagem de Paz e Amor

Ringo Starr e a mensagem eterna de Paz e Amor

O show foi muito legal mesmo !! Muita gente reclamou pois a Ringo All Starr Band, já teve Peter Frampton, Roger Hodgson e outros, mas a encarnação 2011 da banda mantém o pique com a presença de Edgar Winter (Gênio multi instrumentista dos 70´s), Wally Palmar ( Ex The Romantics do sucesso oitentista Talking in your Sleep), Richard Page (Ex Mister Mr com o hit Broken Wings) e os não menos cotados Rick Derringer e Gary Wright.

A apresentação em sí foi em ritmo de rock clássico e o grande batera dos Beatles não decepcionou, coroando os presentes com um espetáculo alegre e energético, mostrando entrosamento da banda e grande carisma.

Ringo levou o público ao delírio em momentos clássicos como  I wanna be your man, Yellow Submarine e With a Little Help from my Friends dos Beatles, com os coadjuvantes representando bem, tanto como acompanhantes quanto nos seus momentos de solistas, o que deu uma dinâmica legal à apresentação.

No final com todos já emocionados, em quase duas horas de show, Ringo cita o colega John Lennon e deixa o palco ao som de Give Peace a Chance !! Histórico !!

SET-LIST RINGO ALL STARR BAND – São Paulo (12-Nov-2011)
1. It Don’t Come Easy
2. Honey Don’t – (Carl Perkins)
3. Choose Love
4. Hang On Sloopy – (The McCoys)
5. Free Ride – (The Edgar Winter Group)
6. Talking in Your Sleep (The Romantics)
7. I Wanna Be Your Man (The Beatles)
8. Dream Weaver (Gary Wright)
9. Kyrie (Mr. Mister)
10. The Other Side Of Liverpool
11. Yellow Submarine (Beatles)
12. Frankenstein (The Edgar Winter Group)
13. Back Off Boogaloo (Ringo Starr)
14. What I Like About You (The Romantics)
15. Rock and Roll, Hoochie Koo (Rick Derringer)
16. Boys (Beatles)
17. Love Is Alive (Gary Wright)
18. Broken Wings (Mr. Mister)
19. Photograph (Ringo Starr)
20. Act Naturally (Buck Owens \ Bestles song)
21. With a Little Help from My Friends (The Beatles)
22. Give Peace a Chance (John Lennon cover)

Ringo chega com novos e velhos amigos em tour sulamericano

20111101-232017.jpg

CIDADES DO TOUR NA AMÉRICA DO SUL

CHILE
Santiago / 4-Nov – Movistar Arena

ARGENTINA
Buenos Aires / 7-Nov – Luna Park

BRASIL
Porto Alegre / 10-Nov – Gigantinho
São Paulo / 12-Nov – Credicard Hall
São Paulo / 13-Nov – Credicard Hall
Rio De Janeiro / 15-Nov – Chevrolet Hall
Belo Horizonte / 16-Nov – Citibank Hall
Brasilia / 18-Nov – Convention Hall
Recife / 20-Nov – Chevrolet Hall

A BANDA
RINGO ALL STARR BAND com Ringo Starr (vocal/bateria), Rick Derringer (gtr, voz – ex- The Mc Coys), Richard Page (baixo e voz – ex Mr.Mr) , Edgar Winter (teclado e voz), Gary Wright (teclados), Wally Palmar (gtr, voz – The Romantics), Gregg Bissonette (bateria).

Primeiro os clássicos !

It don´t come easy – Ringo 2011

Yellow Submarine

With a Little Help From My Friends + Give Peace a Chance

… Também com novos e oitentistas amigos…

Talking In Your Sleep – Wally Palmar (The Romantics)

Richard Page – Broken Wings (Mr. Mister)

E o setlist de Ringo em show recente em Viena, Austria em 17 de Julho de 2011 !!
– It Don’t Come Easy
– Honey Don’t (Carl Perkins)
– Choose Love
– Hang On Sloopy (The McCoys)
– Free Ride – (Edgar Winter)
– Talking in Your Sleep (The Romantics)
– I Wanna Be Your Man
– Dream Weaver (Gary Wright)
– Kyrie (Mr. Mister)
– The Other Side Of Liverpool
– Yellow Submarine
– Frankenstein (Edgar Winter)
– Peace Dream
– Back Off Boogaloo
– What I Like About You (The Romantics)
– Rock and Roll, Hoochie Koo (Rick Derringer)
– Boys
– Love Is Alive (Gary Wright)
– Broken Wings (Mr. Mister)
– Photograph
– Act Naturally (Buck Owens)
– With a Little Help from My Friends
– Give Peace a Chance (John Lennon)

10 longos anos para a volta de Clapton ao Brasil

Eric Clapton 2011

Eric Clapton 2011

Pelo visto Mr.Clapton, vem a cada 10 anos ao país, pois ví o lendário guitarrista no fim de 1990 em show histórico no finado Olympia, e em 2001 no não menos marcante concerto no Sambódromo carioca.

Os dois shows foram incríveis, mas confesso que o show dos anos 90 foi melhor, afinal na época ele estava de volta ao auge da forma técnica, fazendo uma apresentação vibrante e intensa, antes até do acidente fatal com seu filho que acabou gerando o consagrado Acústico e a singela Tears in Heaven.

No show carioca em 2001, além de ter sido numa arena aberta, ví um Clapton em forma, mas já no melhor estilo Tiozão, tocou parte do show sentado e deu preferência por temas mais leves, sem os tradicionais Tours de Force em Layla e Cocaine. Não deixou de ser muito acima da média, pois talento e repertório o cara tem de sobra.

Agora depois de 10 anos de sua última passagem, o músico britânico fará 4 shows, apresentando seu CD mais recente “Clapton”.

Quando, onde e como ?

Dia 06/Out – Porto Alegre – Estacionamento da Fiergs
Dias 09 e 10/Out – Rio de Janeiro – HSBC Arena
Dia 12/Out – São Paulo – Morumbí

Ingressos no site – www.livepass.com.br

Confiram Vídeo do meu som preferido Badge, em apresentação  recente (Maio em Londres no Royal Albert Hall) e o Setlist do dia 11/Jun em Herning, Dinamarca, e que serve como referência para os shows brazucas.

  • Key To The Highway
  • Going Down Slow
  • Hoochie Coochie Man (Muddy Waters cover)
  • Old Love
  • I Shot the Sheriff (Bob Marley)
  • Driftin’ Blues
  • Nobody Knows You When You’re Down and Out
  • Lay Down Sally
  • When Somebody Thinks You’re Wonderful
  • Layla
  • Badge
  • Wonderful Tonight
  • Before You Accuse Me (Bo Diddley)
  • Little Queen of Spades (Robert Johnson)
  • Cocaine

BIS

  • Crossroads

Os Inocentes em 30 anos de punk rock na Galeria Olido (02/Jul)

Clemente (Inocentes)

Clemente (Inocentes)

Os Inocentes , uma das melhores bandas de rock do Brasil de todos os tempos, e se o negócio é Punk Rock, Clemente e sua galera podem falar com propriedade, pois são a história viva do movimento, que desde sua chegada à grande São Paulo no final dos Anos 70 e início dos anos 80, gerou bandas como RDP (Ratos de Porão), Restos de Nada, Cólera, Garotos PodresCondutores de Cadáveres, Voluntários da Pátria, Mercenárias, 365, Olho Seco, Smack, Ira! e várias outras…

Em 30 anos de carreira, com vários CD´s e inúmeras formações, a banda se mantém na ativa cheia de energia, com a dupla Clemente e Ronaldo (de volta ao grupo) liderando a banda com a ótima base do baixista Anselmo e do batera Nonô.

O show começou com pequeno público no Sabadão exatamente às 18:00, e logo após as primeiras canções, a galera transformou a sisuda  e incrível Sala Olido, num clube de rock de primeira qualidade e muita gente foi chegando ao longo da apresentação.

Com ótima produção de palco, em cerca de 1,5 horas os caras detonaram e agitaram a galera com clássicos como Nada de Novo no Front, Miséria e Fome, Ele Disse Não, Expresso Oriente, São Paulo (Cover 365), Cala a Boca, Rotina, Não Acordem a Cidade e a apoteose como sexteto com 3 vocalistas (Ariel – ícone punk, Mauricinho – fundador e Clemente o cara) na profética Pânico em SP.

A banda vai fazer nova apresentação comemorativa na próxima Sexta dia 08/Jul no Sesc Pompéia, onde o repertório deve ser maior, com participação de ex-integrantes da banda e membros do 365 e Mercenárias#FICAADICA

Sou fã de longa data, mas ontem ficou comprovado que a banda merece muito mais foco e atenção da mídia especializada, são hoje e sempre a maior banda do gênero do Brasil… é pouco ou quer mais ? VALEU INOCENTES !! MAIS 30 ANOS DE ROCK !!

BE HAPPY, Bobby McFerrin na América do Sul

Bobby McFerrin

Bobby McFerrin

Músico consagrado, Mr.McFerrin chega para uma série de shows a capella na América do Sul :

BRASIL
Rio de Janeiro – 26 e 30 de Julho no Teatro Municipal
São Paulo – 28 de Julho no Via Funchal

CHILE
Santiago – 01 de Agosto no Teatro NESCAFÉ de las Artes

ARGENTINA
Buenos Aires – 04 de Agosto no  Teatro Gran Rex

URUGUAI
Montevideo – 07 de Agosto no Auditório Nacional Adela Reta

O músico deve apresentar, sem acompanhamento musical, temas próprios e versões diversas, de Beatles à Bach.

Com mais de 10 Grammys e o mega hit “Don’t Worry, Be Happy” – É sem dúvida um dos grandes artistas de nossa época.

INCRÍVEL EM DRIVE

E NA CLÁSSICA – DWBH

U2 com Seu Jorge no Morumbí – 13/Abril/2011

Ontem os irlandeses tocaram na primeira noite do Glastonbury 2011, ví diversos vídeos do show, mas o que não saí da memória foi o de Sampa !!

Confiram DAS MODEL do Kraftwerk com U2 e Seu Jorge !! E Desculpas sinceras por cantar junto…

Líder do Live Ed Kowalczyk aparece para Tour no Brasil e Peru

A banda LIVE fez sucesso imediato no Brasil com seus primeiros sons, e até parecia um fenômeno local como era comum na época (com grupos como Bolshoi, Toy Dolls, Sigue Sigue Sputnik e tantos outros), mas a banda de Ed Kowalczyk cresceu nos discos seguintes e se tornou uma das campeãs de venda nos anos 90, com seu som engajado e questionador.

ED KOWALCZYK

Gosto mesmo do primeiro disco Mental Jewelry que tem sons como Operation Spirit e Pain Lies on the Riverside, mas os caras estouraram mesmo com os discos Throwing Copper (94) e Secret Samadhi (97).

O pop post grunge da banda se segurou até 2009 e com o fim Ed lançou em 2010 seu primeiro trabalho solo ALIVE (2010) que mantém o rumo do Live e deve agradar os fãs, que provavelmente vão ouvir todos os “clássicos” nos shows sul americanos.

Ed Kowalczyk – TOUR BRASIL E PERU – 2011

BRASIL
São Paulo – 30 de junho – HSBC Brasil
Rio – 01 de julho – Vivo Rio
Porto Alegre – 03 de julho – Teatro Opinião

PERU
Lima – 05 de julho – Lima Maria Angola Convention Center

Heroína da guitarra, Kaki King toca em São Paulo em Junho/11

Kaki King

Kaki King

De visual moderno/nerd a norte-americana Kaki King, entrou para o panteão dos grandes guitarristas, com sua técnica de “tapping” (tocando as cordas como teclas de um piano ao estilo Stanley Jordan), mas o foco de seu som não é a habilidade técnica e sim as composições.

Já tocou com os Foo Fighters e com a dupla canadense Tegan and Sara, e se apresenta no fim de semana do dias dos namorados em 2 shows no Sesc Belenzinho.

Quando ? Onde ? Como ?

Sesc Belenzinho – São Paulo, no Sábado dia 11-Jun às 21hrs e Domingo dia 12-Jun às 18hrs.

Confiram os vídeos selecionados de Kaki King !!

 

 

%d blogueiros gostam disto: